Durante o Conselho de Administração da associação , reunida em Paris, a 20 de setembro de 2016, Jean-Claude Béchade foi eleito presidente da associação, em substituição de Jean-Michel Guerre, demissionário.

Jean-Michel Guerre, presidente da desde 2012, vice-presidente da Região de Auvergne, apresentou a sua demissão na sequência da criação das grandes regiões e da renovação das suas instâncias. O Conselho de Administração congratulou calorosamente o interesse e a implicação que pôde demonstrar ao longo do seu mandato, nomeadamente através da organização do colóquio de Bruxelas, em julho de 2015, que constituiu a base para a criação da comunidade de interesses Via Atlântica.

Jean-Claude Béchade, proveniente da sociedade civil, é um militante de longa data da associação. Oriundo de Limoges, apoia o projeto da transversal ferroviária eficaz Via Atlântica:

  • pela sua diversidade: transporte de mercadorias e passageiros,
  • pela sua multifuncionalidade: tráfegos europeus justapostos com tráfegos regionais otimizados,
  • pela sua transversalidade: desenvolver uma rede de ligações eficazes à escala europeia, que rompe com a organização radial (centrada em Paris) da rede ferroviária existente em França.

Eleito no momento em que a DUP (Declaração da Utilidade Pública) da LGV (Linha da Alta Velocidade) Poitiers-Limoges acaba de ser cancelada pelo Conselho de Estado, tem a vontade firme de continuar a sua ação para a realização desta ligação inscrevendo-a no quadro europeu de um eixo que liga a fachada atlântica ao leste da Europa.