A apresentou as seguintes propostas no seu encontro com Jean Mallot, Consultor especial de Alain Vidalies, a 16 de junho de 2016:

Repensar a POLT

para assegurar aos residentes locais o futuro, com uma proposta de serviço garantido por uma nova governação, em articulação com a LGV Poitiers-Limoges.

Inserir/considerar na linha Poitiers-Limoges serviços transversais

um dos eixos da qual estrutura a linha ALPC Guéret-Limoges-Poitiers-Niort-La Rochelle com a realização da derivação de St-Sulpice Laurière e a eletrificação de St-Sulpice-Guéret.

Anunciar um calendário de comissionamento

de Poitiers-Limoges e da POLT na sua nova dinâmica.

Anunciar que Poitiers-Limoges possui vocação a prazo para ser ligada à linha POCL

para aderir ao grande eixo ferroviário de Lyon e à abertura para a Itália. Conseguir, assim, a ligação do corredor Atlântico ao corredor Mediterrânico para restabelecer o equilíbrio do mapa das RTE-T, que descura hoje o Maciço Central e uma grande parte da fachada Atlântica e concretizar, assim, a Via Atlântica.

Produzir todos os elementos necessários

para permitir ao Conselho de Estado os meios para uma tomada de decisão com toda a imparcialidade.

Não se trata, portanto, de ignorar a decisão do Conselho de Estado, mas antes de manter a reflexão com vista à realização do projeto, valorizando os argumentos não processados pela instituição. Tudo depende do lugar que a política pretende dar à rede ferroviária na mobilidade sustentável futura.

Consultar Poitiers-Limoges et POLT pour un nouveau départ (FR)